Sobre retrospectiva, karma, rádios e tele-sena

sábado, 18 de maio de 2013


Sobre retrospectiva, karma, rádios e tele-sena


Pois é, pela primeira vez estou fazendo um post decente em 2013, yay. Existem razões pra eu só ter feito esse post agora, em maio   nenhuma delas tem a ver com meu atraso colossal e preguiça pra fazer qualquer coisa, eu juro  . Eu não queria fazer um post novo direto no começo do ano porque, bem, o que diabos eu falaria de 2013 no dia primeiro de janeiro? É como quando te perguntam 00:01 do dia do seu aniversário “como você se sente?” e você se limita a ficar com aquela cara de paisagem e responder “...mais velho”. É decepcionante.

Sobre esse ano de agora, eu já contei aqui a vocês sobre minha vida sem celular e falei sobre como isso era possível. Com a faculdade, acabou sendo necessário pra mim ter um e eu acabei ganhando-o em 2013. Só que, gente, karma é coisa séria, seríssima. Dois meses após eu ganhar meu celular e já fazer dele uma extensão de mim, três vidalokas desses de quinta categoria me pegaram numa rua de manhã cedo e me levaram, mesmo eu resistindo. (Pra vocês terem uma ideia, eu ainda tenho o fone dele sem o plug que foi estourado e levado de mim e a capinha que eu consegui segurar). Já estou sem celular de novo. Assumo que sinto falta da câmera dele e das breves experiências ‘fotográficas’ que tive, mas o que mais me faz sentir falta são as músicas, é inevitável. Por Zeus, eu passo metade do meu dia ouvindo rádio e quero morrer cada vez que as duas únicas rádios que eu escuto estão passando propaganda, daí eu fico naquele circuito 89 -> Kiss, Kiss -> 89 até passar. E se eu me aventuro a sair dessas rádios sou brindada com música da melhor qualidade, só que não. É agoniante acordar com uma música na cabeça e só escutar ela depois de chegar na faculdade ou em casa, não recomendo.  Bem, pelo menos eu não fui parar na indigência.

Pra finalizar minha retrospectiva,aqui disse que minhas únicas promessas de ano novo seriam  levar o blog a sério, não procrastinar demais as leituras e aprender alguma coisa nova . Bem, consegui manter a promessa em 2012 e fazê-la seguir em 2013: o blog foi sumariamente procrastinado mas acaba de passar por uma reforma,  as minhas leituras vão muito bem, obrigada e eu estou aprendendo a tocar teclado, além de esse ano ter entrado na faculdade de design de moda e estar aprendendo mais outro tanto de coisas...


tipo desenhar com gente olhando 

Prometo um outro post contando a vocês minhas desventuras na formação profissional, aliás. Enfim, é assim que começa o meu 2013 e pro resto dele eu quero apenas perseverar em tudo o que estou fazendo (o que é um grande desafio pra mim), ano que vem revejo esse post e avalio se consegui esse feito.E vocês, cumpriram as promessas passadas ou estão brincando de tele-sena com elas e renovando todo ano? hahaha.

5 comentários:

  1. Poxa, que bom que encontrei o link do blog; achei que você tinha excluído ;_; haha. Li suas postagens (pois é, sou meio leitora fantasma, desculpe por isso) e gostei bastante daqui. Aliás, voto por você postar mais contos (ou outros tipos de textos) de sua autoria. "Um dia de cada vez" me deixa sem palavras, de verdade.
    Sinto muito pela situação que rolou com o celular ):
    Espero que possa postar em breve.
    Se cuida e boa sorte com seus planos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excluí não, só mudei geral porque tava precisando de uma renovada pra me inspirar e tudo mais. E sem palavras estou eu! como assim você gostou do meu conto, gente <3 <3 <3 não se acanhe em se manifestar por aqui não, uma das coisas mais chatas de blog é que invariavelmente chega uma hora que você acha que está falando sozinho e 'ah, se ninguém lê também não preciso postar' HAHAHAHAH. Para noooossa alegriia (meme velho ftw) tô com uns textos e contos engavetadinhos aqui pra postar em breve, prometo. Obrigada por comentar aqui e etc etc ;;

      Excluir
    2. Sim, fiquei feliz ao ver que tava tudo aqui! rs.
      E bah, eu até recomendei a leitura do seu conto a uma amiga. A questão é como não gostar dele. É de uma essência bastante profunda e pessoal. Mas que, de fato, há uma identificação maior a quem compartilha a essência. Saber do que se trata cada palavra. Não é tão fácil quanto parece descrever de forma tão delicada uma situação que causa tanta angústia. Extrair beleza da dor. Não tenho nem como citar algum trecho, porque tudo está muito bem colocado. Viver na escuridão não é viver.

      Confesso que uma das coisas que me ajudaram a comentar aqui, foi exatamente isso. Havia tempos que você não postava. Sei que desanima, achar que está escrevendo por escrever, por mais que o faça para si também. Vou tentar aparecer mais por aqui, conforme forem aparecendo as postagens ♡

      Por nada! Eu que agradeço por compartilhar um 'cadinho de ti aqui! (:

      Excluir
    3. Sim, em parte foi mais fácil pra mim porque digamos que achei a luz do sol novamente, mas é sempre um caminho difícil. E ninguém nunca percebe direito, nunca entende o quanto é difícil sair disso e acordar desse coma, é complicado.
      Digo o mesmo, vou tentar aparecer mais por aqui também HAHAHAH hoje já postei, vamos ver se consigo manter uma rotina. ♡

      Excluir
    4. E olha, espero que não soe superficial, mas é muito bom saber que você já esteja recebendo os raios de sol outra vez. Que esteja encontrando o seu caminho; se encontrando. Não é nada fácil, e eu acredito que você ainda tenha que lidar com algumas "situações ameaçadoras". Dificilmente as pessoas entendem. Ninguém entende completamente. Até quem passa por esse caminho tortuoso se questiona que diabo é que tá acontecendo, rs. Mas é isso aí. "Um dia de cada vez", né?! Te desejo muita força!

      Excluir

Blog contents © The Neon Lightning 2012. Blogger Theme by Nymphont.